thorfinn viland saga
Desenvolvimento Pessoal,  Universo Nerd

Objetivos para preencher o vazio – Uma análise de Vinland Saga – Parte 1 de 2

No final de 2019, comecei a acompanhar a história de Thorfinn em Vinland Saga, simultaneamente a um período que passava por muitos questionamentos na minha própria vida.

Em Vinland, o foco na história por um bom tempo não é exatamente no protagonista, mas no homem que é seu objetivo, Askeladd, responsável pela morte de seu pai. Assistimos então, Thorfinn, tentando ao longo de anos efetuar sua vingança sem sucesso, e o pior, vivendo toda sua vida exclusivamente para cumprir esse objetivo.

Quando você perde os seus focos e objetivos, não dá aquele vazio no peito?

Entendemos e temos empatia pelo sofrimento do garoto, e acompanhamos sua transformação até o nível que sua racionalidade era comparável a de um animal possível de ordenar e domesticar. Logo começamos a sentir tristeza por ele, pois cego pelo seu desejo de vingança, ele não consegue olhar para dentro de si, e nem viver uma vida para ele mesmo, apenas para os outros.

Ao final da primeira temporada, sem spoilers diretamente, Thorfinn se encontra num beco sem saída, notando o quanto do tempo de sua vida perdeu em um objetivo que não lhe levou a lugar algum, não lhe preencheu ou satisfez sua vida. Percebendo o quanto se tornou um homem vazio.

Indo para drogas mais fortes, continuei a saga lendo o mangá, e ali então vi um homem vazio se reencontrando e se preenchendo novamente. O que me trouxe novas reflexões para o momento que vivia minha vida.

Para ler a segunda parte, clique aqui!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *